O organismo humano sofre desgastes naturais e alterações fisiológicas que produzem diversas condições, que podem ser interpretadas como os primeiros sinais de envelhecimento. Existem dois tipos de envelhecimento da pele; o intrínseco (interno, com o passar do tempo) e o extrínseco (externo, ação da radiação, poluição, etc…) (GOMES E DAMÁZIO, 2009); (BRANDT, 2003).

Peles asfixiadas, desvitalizadas, com manchas, agredidas pelo stress, necessitam de cuidados especiais. A revitalização trata todas as necessidades da pele, clareamento, hidratação, oxigenação e nutrição. Nessa técnica, utilizamos cosméticos de última geração com vitaminas, sais minerais e aminoácidos, tudo para a pele ganhar mais vida e tônus.

Outro grande fator associado ao envelhecimento são os radicais livres. Os radicais livres são moléculas de oxigênio que perderam um elétron nas interações com outras moléculas.

Resultam em moléculas extremamente instáveis ou reativas. Na tentativa de se equilibrar, os radicais livres retiram elétrons de outras moléculas saudáveis, gerando outros radicais livres e danificando os componentes das células .O problema é que uma das substâncias mais suscetíveis aos radicais livres é o colágeno, a proteína da pele que é responsável pela elasticidade e viço. Necessário então o uso de antioxidantes como vitaminas, peptídeos e nutri cosméticos.